Fies: contratos efetuados ultrapassam os 54 mil

16/02/06

 

O Fies (Programa de Financiamento Estudantil) contabilizou, até a última quinta (15/2), 54.498 contratos firmados -- o que representa quase R$ 102 milhões em crédito escolar. Os números finais devem ser divulgados ainda nesta sexta (16), mas não devem sofrer grandes alterações, segundo a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal.


Entre os bolsistas parciais do Prouni (Programa Universidade para Todos) -- que recebem bolsa de 50% na mensalidade e neste ano também puderam participar do processo seletivo do Fies --, houve 1.240 contratos -- R$ 964.551 em créditos. Ao todo, o Fies recebeu 134.755 inscrições, mas apenas 84.626 foram confirmadas.

O número de contratos firmados está longe dos cerca de 100 mil oferecidos pelo programa. Alexandre Milton Minatel, gerente nacional de Fundos e Seguros Sociais da Caixa Econômica Federal, explica as razões da sobra de vagas. "Normalmente, há demanda suficiente de alunos, mas ocorre uma perda natural: nem todos os estudantes finalizam o contrato, ou a entrevista revela que o aluno não poderia financiar. Neste ano, já houve uma perda grande no número de pessoas que realmente confirmaram as inscrições."

Além disso, Minatel aponta os tetos (valores máximos de crédito concedidos) determinados pelas instituições de ensino -- em cursos escolhidos também por elas -- como grandes limitadores do programa.

"As faculdades e universidades que aderem ao Fies recebem títulos do governo em troca do crédito, que podem ser usados para o pagamento de INSS. Há instituições que já usam todos os títulos que poderia. Para elas, não interessa mais ganhar novos títulos. Por isso, não basta o Ministério da Educação ter recursos suficientes. Seria preciso que mais instituições aderissem ao Fies, ou que novos cursos dentro das faculdades fizessem parte do programa", afirma.

O Fies oferece financiamentos de 50% da mensalidade a alunos de graduação que estudam em mais de 1.300 instituições de ensino superior privadas em todo o país.

A taxa de juros do financiamento é de 6,5% ao ano. Para os estudantes que cursam licenciaturas, pedagogia, normal superior e cursos tecnológicos registrados no cadastro do ministério, a taxa é de 3,5% ao ano. Descontada a inflação, representa juro zero.

O novo calendário do programa deve ser divulgado somente no segundo semestre.

  

  

 

Entre em contato