Coordenador da CCV/UFS fala sobre o vestibular 2007

26/12/06

 

A menos de um mês das provas do vestibular 2007 da Universidade Federal de Sergipe (UFS), muitos ainda desconhecem o esquema de funcionamento do setor responsável pela organização das provas, a Coordenação de Concurso Vestibular (CCV).

O responsável pelo CCV Manuel Leite recebeu a equipe do Portal Infonet para conversar sobre o esquema de funcionamento do setor e contar algumas curiosidades sobre o exame que mais de 33 mil candidatos irão fazer em janeiro de 2007. Confira agora a entrevista:

Portal Infonet – Como é o trabalho da CCV?

Manuel Leite – O CCV é a Coordenação de Concurso Vestibular. Na realidade, tratamos do concurso vestibular da UFS, que hoje é o que chamamos de Processo Seletivo Seriado (PSS). Nós iniciamos no ano de 2000 esse sistema de PSS onde o aluno já pode iniciar o processo com as provas da primeira série. A cada ano ele realiza as provas a respeito de uma série e no final essas notas são contabilizadas, juntamente com as pessoas que tiveram todas as provas no mesmo ano. Daí sai uma relação final. O trabalho da CCV é justamente coordenar o vestibular. Muita gente pensa que, como o vestibular é em janeiro, o trabalho é em janeiro. Não. Na realidade, para realizar o vestibular em janeiro temos que dar início ao vestibular normalmente no mês de maio, porque começa a publicação do edital, a preparação do manual do candidato, toda aquela estrutura para dar início à inscrição do vestibular para logo após realizarmos o vestibular. Então isso demanda bastante tempo que as pessoas desconhecem.

Infonet – Como é a preparação para o vestibular?

ML – Em maio normalmente a gente define o edital. Por exemplo, para este ano nós tivemos muitas mudanças. Tivemos um aumento de 19 novos cursos, passamos de 2.415 vagas para 4.070, então houve uma mudança muito grande. Definido o edital – que por sinal teve um pequeno atraso porque nós ficamos aguardando a definição pelo Conselho do Ensino e da Pesquisa (Conep) da aprovação desses novos cursos. Definido o edital, nós o publicamos e preparamos o manual do candidato para iniciarmos o processo de inscrição. É um processo demorado porque nós o fazemos online. No momento da inscrição o candidato já recebe o documento indicando o local e a sala onde ele vai fazer a prova. Como nós temos inscrição para alunos da 1ª Série, alunos da 2ª Série, alunos da 3ª Série e alunos do Geral, só na inscrição nós gastamos cerca de dois meses.

Infonet – Qual a previsão para o vestibular 2007?

ML – Nós estamos numa expectativa muito grande de que, como o número de vagas aumentou consideravelmente, e o número de inscritos é praticamente o mesmo do ano passado, melhorou muito a situação para o candidato. Na área de exatas, por exemplo, os cursos mais concorridos eram os de Engenharia Civil, Informática e Engenharia Elétrica, mas os candidatos tinham poucas opções. Agora eles tem opção de Engenharia Mecânica, que conseqüentemente já diminuiu um pouco a concorrência para Engenharia Civil. Então o candidato que vai disputar uma vaga em Engenharia Civil foi beneficiado embora o curso de Engenharia Civil não esteja entrando esse ano – mas ainda assim diminuiu a relação candidato/vaga. Isso aconteceu na maioria dos cursos, e fez com que a distribuição dos candidatos fosse feita, eu diria, de uma forma mais homogênea, o que facilita para todo mundo. Tanto é que nós estamos esperando, para esse ano, que o percentual de aprovados oriundos de escolas públicas seja maior que nos anos anteriores, porque melhorou a condição de aprovação para todo mundo. Estamos esperando que os alunos de escola pública aproveitem essa oportunidade.

Infonet – As provas são elaboradas aqui em Aracaju?

ML – Há 30 anos atrás a UFS elaborava as provas, mas isso já tem muito tempo. De 30 anos para cá nós estamos trabalhando com a Fundação Carlos Chagas (FCC). Tem dado certo, nós nunca tivemos problema de sigilo em nossas provas. Se a prova fosse elaborada aqui, a universidade iria organizar uma banca para cada disciplina e iria contratar os professores para elaborar as questões. O que nós fazemos é contratar essa banca de fora sob o controle da FCC.

Infonet – Quantos candidatos se inscreveram este ano? O número era esperado?

ML – No todo nós estamos com pouco mais de 33 mil inscritos. Era um número já esperado, parecido com o do ano passado. No total é um pouquinho menor que no ano passado, mas está menor porque no vestibular 2006 o Governo do Estado comprou 5 mil inscrições – porém esse ano não comprou. Então se nós retirarmos essas 5 mil inscrições, esse ano o número foi maior.

Infonet – Qual a maior opção entre os candidatos: vestibular Seriado ou Geral?

ML – O Seriado começa desde a 1ª Série e o vestibular vai filtrando: o candidato começa um ano, mas no seguinte ele já desiste porque o resultado não foi bom, então ele só fica mesmo no Seriado quando ele tem condições de ser aprovado – o que é uma das grandes vantagens do Seriado pois o candidato já conhece, já sabe como ele está indo no concurso. Quem participa do Geral participa durante os quatro dias, resolve todo o problema em quatro dias, enquanto o outro resolve em três anos. Então ele tem a oportunidade de rever toda a situação, porque que o resultado da 1ª Série não foi bom, se ele estudou pouco, se foi culpa da escola ou do professor, onde está a falha. Eu não diria que os candidatos preferem o vestibular Geral. O número de candidatos que a gente tem na 1ª Série é muito menor que o número de alunos que estão fora do ensino médio para participar do vestibular. Isso vai acumulando a cada ano.

Infonet – Quais as novidades para o vestibular em 2008?

ML – A partir de 2008 o vestibular será feito no primeiro domingo de dezembro. Isso é uma reivindicação de antiga. O aluno praticamente estava ficando sem férias, principalmente aquele que participava do Seriado. Como a prova é em janeiro, ele passava até esse período estudando para o vestibular. O ano letivo está começando no final de janeiro, então praticamente ele estava sem férias, passava três anos sem férias. O professor da mesma forma. Basicamente foi para atender a situação do aluno, que eu acho que deve ter um período regular e ter suas férias também. Beneficia a própria universidade, porque a partir de 2007, nós vamos começar a ter calendário regular, e há muito tempo que a UFS não começa suas aulas em março – em 2007 nós vamos ter. E ainda há outra dificuldade, pois com o vestibular sendo aplicado em janeiro, o resultado sai em fevereiro, e o aluno aprovado tem que fazer a matrícula institucional e a matrícula curricular, dificultando o iniciar das aulas em março. Basicamente os motivos foram fazer com que os alunos tivessem férias regulares, professores idem, e a universidade tivesse uma acomodação de um calendário mais justo.

Infonet – Já aconteceu, na UFS, algum caso de fraude na prova?

ML – Já tivemos tentativas de fraude. Nós tivemos no vestibular de 99, eu diria que era uma quadrilha praticamente, tentando passar o gabarito via rádio. Nós conseguimos detectar isso e montamos um esquema junto à Polícia Federal em que cerca de 30 candidatos foram presos. Tudo isso foi detectado no sistema de computação nosso, pois a gente faz uma varredura a cada dia de prova, pela tarde, e o computador já acusa as eventuais semelhanças de resposta. No ano passado nós pegamos dois candidatos tentando passar cola no banheiro, mas nós temos uma fiscalização muito boa e conseguimos descobrir, e eles foram eliminados.

Infonet – Quais dicas que o senhor dá para quem está prestando vestibular esse ano?

ML – Nós já estamos muito próximos do vestibular, e eu acho que a partir desse momento não adianta mais perder noite estudando. Nessa altura não adianta mais chegar num ponto desse, eu acho que o certo é diminuir o ritmo cada vez mais. E na semana do vestibular relaxar mesmo, procurar assistir a um bom filme, se distrair para não ficar com aquela tensão muito grande. No vestibular a concorrência é muito grande, a disputa é muito grande, e esses pequenos detalhes com certeza fazem a diferença na hora de fazer a prova. É procurar relaxar, ter tranqüilidade. Eu sei que não é fácil, mas cada um, se esforçando, vai terminar conseguindo.

Infonet – E o resultado? Já tem data definida?

ML – Nós estamos com uma previsão de mais ou menos até o dia 9 de fevereiro estarmos divulgado a relação dos agora 4.070 novos universitários.

  

  

 

Entre em contato